Arquivo da categoria: Piadas de Segunda

O teste da banheira

O teste da banheira.

Durante a visita a um hospital psiquiátrico, um dos visitantes perguntou ao diretor:

– Qual é o critério pelo qual vocês decidem quem precisa ser hospitalizado aqui?

O diretor respondeu:

– Nós enchemos uma banheira com água e oferecemos ao doente uma colher, um copo e um balde e pedimos que a esvazie. De acordo com a forma que ele decida realizar a missão, nós decidimos se o hospitalizamos ou não.

– Ah! Entendi. – disse o visitante. Uma pessoa normal usaria o balde, que é maior que o copo e a colher.







– Não! – respondeu o diretor – uma pessoa normal tiraria a tampa do ralo. O que o senhor prefere? Quarto particular ou enfermaria?

 

Agora diz a verdade…vc tb escolheu o balde, né? Semana que vem vou lá ao hospital te fazer uma visitinha. LOL

Rifa do Burro

Certa vez três meninos, Amador, Edir e Gilmar foram ao campo e, por 100 reais, compraram o burro de um velho camponês.

O homem combinou entregar-lhes o animal no dia seguinte.

Mas quando eles voltaram para levar o burro, o camponês lhes disse:

– Sinto muito, amigos, mas tenho uma má notícia. O burro morreu.

– Então devolva-nos o dinheiro!
– Não posso, já o gastei todo.
– Então, de qualquer forma, queremos o burro.
– E para que o querem? O que vão fazer com ele?
– Nós vamos rifá-lo.
– Estão loucos? Como vão rifar um burro morto?
– Obviamente não vamos dizer a ninguém que ele está morto.

Um mês depois, o camponês se encontrou novamente com os três garotos e lhes perguntou:

– E então, o que aconteceu com o burro?

– Como lhe dissemos, o rifamos.

Vendemos 500 números a 2 reais cada um e arrecadamos 1.000 reais.

– E ninguém se queixou?
– Só o ganhador. Porém lhe devolvemos os 2 reais e ficou tudo resolvido.

– Os meninos cresceram e fundaram um banco chamado Bradesco, uma igreja chamada Universal e o último tornou-se
Presidente do Supremo Tribunal Federal!

Amador Aguiar, Edir Macedo e Gilmar Mendes.

Como seria uma conversa de duas crianças no século XXI

Duas crianças conversando no berço no século XXI:

– E aí, véio?

– Beleza, cara?

– Ah, mais ou menos. Ando meio chateado com algumas coisas.

– Quer conversar sobre isso?

– É a minha mãe. Sei lá, ela anda falando umas coisas estranhas, me botando um terror, sabe?

– Como assim?

– Por exemplo: há alguns dias, antes de dormir, ela veio com um papo doido aí. Mandou eu dormir logo senão uma tal de Cuca ia vir me pegar.

Mas eu nem sei quem é essa Cuca, pô. O que eu fiz pra essa mina querer me pegar? Você me conhece desde que eu nasci, já me viu mexer com alguém?

– Nunca.

– Pois é. Mas o pior veio depois. O papo doido continuou. Minha mãe disse que quando a tal da Cuca viesse, eu ia estar sozinho, porque meu pai tinha ido pra roça e minha mãe passear. Mas tipo, o que meu pai foi fazer na roça? E mais: como minha mãe foi passear se eu tava vendo ela ali na minha frente? Será que eu sou adotado, cara?

– Como assim, véio?

– Pô, ela deixou bem claro que a minha mãe tinha ido passear. Então ela não é minha mãe. Se meu pai foi na casa da vizinha, vai ver eles dois tão de caso. Ele passou lá, pegou ela e os dois foram passear. É isso, cara. Eu sou filho da vizinha. Só pode!

– Calma, maninho. Você tá nervoso e não pode tirar conclusões precipitadas.

– Sei lá. Por um lado pode até ser melhor assim, viu? Fiquei sabendo de umas coisas estranhas sobre a minha mãe.

– Tipo o quê?

– Ela me contou um dia desses que pegou um pau e atirou em um gato. Assim, do nada. Maldade, meu! Vê se isso é coisa que se faça com o bichano!

– Caramba! Mas por que ela fez isso?

– Pra matar o gato. Pura maldade mesmo. Mas parece que o gato não morreu.

– Ainda bem. Pô, sua mãe é perturbada, cara.

– E sabe a Francisca ali da esquina?

A Dona Chica? Sei sim.

– Parece que ela tava junto na hora e não fez nada. Só ficou lá, paradona, admirada vendo o gato berrar de dor.

– Putz grila. Esses adultos às vezes fazem cada coisa que não dá pra entender.

– Pois é. Vai ver é até melhor ela não ser minha mãe mesmo… Ela me contou isso de boa, cantando, sabe? Como se estivesse feliz por ter feito essa selvageria. Um absurdo. E eu percebo também que ela não gosta muito de mim. Esses dias ela ficou tentando me assustar, fazendo um monte de careta. Eu não achei legal, né. Aí ela começou a falar que ia chamar um boi com cara preta pra me levar embora.

– Nossa, véio. Com certeza ela não é sua mãe. Nunca que uma mãe ia fazer isso com o filho.

– Mas é ruim saber que o casamento deles não está dando certo… Um dia ela me contou que lá no bosque do final da rua mora um cara, que eu imagino que deva ser muito bonitão, porque ela chama ele de ‘Anjo’. E ela disse que o tal do Anjo roubou o coração dela. Ela até falou um dia que se fosse a dona da rua, mandava colocar ladrilho em tudo, só pra ele passar desfilando e tal.

– Nossa, que casamento bagunçado esse. Era melhor separar logo.

– É. só sei que tô cansado desses papos doidos dela, sabe? Às vezes ela fala algumas coisas sem sentido nenhum. Ontem mesmo, ela disse que a vizinha cria perereca na gaiola… já viu…essa rua só tem doido…

– Ixi, cara. Mas a vizinha não é sua mãe?

 

– É mesmo! Tô ferrado de qualquer jeito!

7 preciosas dicas de gestão empresarial

1ª Dica

Um rapaz vai a uma farmácia e diz :
– Tem preservativo? Minha namorada me convidou para jantar esta noite na casa dela.

O farmacêutico dá-lhe o preservativo e o jovem sai . De imediato, volta, dizendo:
– Senhor, dê-me outro. A irmã da minha namorada é uma gostosona, vive cruzando as pernas na minha frente. Acho que também quer me dar…

O homem dá o preservativo ao jovem . Ele volta, dizendo:
– Quero outro. A mãe da minha namorada também é boa pra caramba. A velha vive se insinuando, deve ser mal comida, e como eu hoje vou jantar lá na casa delas…

Chega a hora da comida e o rapaz está sentado à mesa com a namorada ao lado, a mãe e a irmã à frente. Neste instante entra o pai da namorada .

O rapaz baixa imediatamente a cabeça, une as mãos e começa a rezar:
– Senhor, abençoa estes alimentos, blá,blá..Damos graças por estes alimentos…

Passa-se um minuto e o rapaz continua de cabeça baixa rezando:
– Obrigado Senhor…blá,bla…

Passam-se cinco minutos :
– Abençoa Senhor este pão…

Todos se entreolham surpreendidos, e a namorada lhe diz ao ouvido:
– Meu amor, não sabia que eras tão religioso…
– E eu não sabia que o teu pai era farmacêutico!

Conclusão: Não comente os planos estratégicos da empresa com desconhecidos, porque essa confidência pode destruir a sua própria organização.

2ª Dica:

Um homem está entrando no chuveiro enquanto sua mulher acaba de sair e está se enxugando. A campainha da porta toca.

Depois de alguns segundos de discussão para ver quem iria atender a porta a mulher desiste, se enrola na toalha e desce as escadas. Quando ela abre a porta, vê o vizinho Nestor em pé na soleira.

Antes que ela possa dizer qualquer coisa, Nestor diz:
– Eu lhe dou 3.000 reais se você deixar cair esta toalha!
Depois de pensar por alguns segundos, a mulher deixa a toalha cair e fica nua… Nestor então entrega a ela os 3.000 reais prometidos e vai embora.
Confusa, mas excitada com sua sorte, a mulher se enrola de novo na toalha e volta para o quarto.

Quando ela entra no quarto, o marido grita do chuveiro:

– Quem era?
– Era o Nestor, o vizinho da casa ao lado. diz ela.
– Ótimo! Ele lhe deu os 3.000 reais que ele estava me devendo?

Conclusão: Se você compartilha informações a tempo, pode prevenir exposições desnecessárias.

3ª Dica:

Um padre está dirigindo por uma estrada quando vê uma freira em pé, no acostamento.

Ele para e oferece carona. A freira aceita. Ela entra no carro, cruza as pernas revelando suas lindas pernas.

O padre se descontrola e quase bate com o carro. Depois de conseguir controlar o carro e evitar o acidente, ele não resiste e coloca a mão na perna da freira.

A freira olha para ele e diz:

– Padre, lembre-se do Salmo 129!

O padre, sem graça, se desculpa:
– Desculpe Irmã, a carne é fraca… E tira a mão da perna da freira.

Mais uma vez a freira diz:
– Padre, lembre-se do Salmo 129!

Chegando ao seu destino a freira agradece e, com um sorriso enigmático, desce do carro e entra no convento.

Assim que chega à igreja o padre correara as Escrituras para ler o Salmo 129, que diz:

‘Vá em frente, persista, mais acima encontrarás a glória do paraíso’.

Conclusão: Se você não está bem informado sobre o seu trabalho, pode perder excelentes oportunidades.

4ª Dica:

Dois funcionários e o gerente de uma empresa saem para almoçar e na rua encontram uma antiga lâmpada a óleo. Eles esfregam a lâmpada e de dentro dela sai um Gênio.

O Gênio diz:
– Eu só posso conceder três desejos, então, concederei um a cada um de vocês!
– Eu primeiro, eu primeiro!’ grita um dos funcionários… Eu quero estar mnas Bahamas dirigindo um barco, sem ter nenhuma preocupação na vida ‘ ..
Pufff e ele foi …

O outro funcionário se apressa a fazer o seu pedido:
– Eu quero estar no Havaí, com o amor da minha vida e um provimento interminável de pina coladas!
Puff e ele se foi …

– Agora você – diz o gênio para o gerente.
– Eu quero aqueles dois palhaços de volta ao escritório logo depois do almoço para uma reunião!

Conclusão: Deixe sempre o seu chefe falar primeiro.

5ª Dica:

Na África, todas as manhãs, o antílope acorda sabendo que deverá conseguir correr mais do que o leão , se quiser se manter vivo.
Todas as manhãs o leão acorda sabendo que deverá correr mais do que o antílope, se não quiser morrer de fome.

Conclusão: Não faz diferença se você é antílope ou leão, quando o sol nascer, você tem que começar a correr.

6ª Dica:

Um corvo está sentado numa árvore o dia inteiro sem fazer nada. Um pequeno coelho vê o corvo e pergunta:
– ‘Eu posso sentar como você e não fazer nada o dia inteiro?’

O corvo responde, sorrindo:
– ‘Claro, porque não?’

O coelho senta no chão embaixo da árvore, e relaxa.. De repente uma raposa aparece e come o coelho.

Conclusão: Para ficar sentado sem fazer nada, você deve estar no topo.

7ª Dica:

Um fazendeiro resolve colher algumas frutas em sua propriedade, pega um balde vazio e segue rumo às árvores frutíferas.

No caminho ao passar por uma lagoa, ouve vozes femininas que provavelmente invadiram suas terras.

Ao se aproximar lentamente, observa várias belas garotas nuas se banhando na lagoa, quando elas percebem a sua presença, nadam até a parte mais profunda da lagoa e gritam:
– Nós não vamos sair daqui enquanto você não deixar de nos espiar e for embora.

O fazendeiro responde:
– Eu não vim aqui para espiar vocês, eu só vim alimentar os jacarés!

Conclusão: A criatividade é o que faz a diferença na hora de atingirmos nossos objetivos mais rapidamente.