Conheça mais do projeto do Metrô Curitibano

O Metrô Curitibano é mais um avanço de um sistema de transporte que é referência para o mundo, e será um novo marco para o desenvolvimento da nossa cidade.

 

A primeira linha do Metrô Curitibano é a Linha Azul, ligando o extremo Sul da cidade (CIC), ao Centro. O Metrô terá integração com os ônibus da Rede de Transporte, incluindo tarifa única. Essa integração beneficiará também municípios da Região Metropolitana.

A Linha Azul do metrô terá 14,2 quilômetros. Neste trecho estarão 13 estações desde a CIC-Sul, próximo à Rua Nicola Pelanda, até a Rua das Flores, no Centro. O investimento nesta etapa do Metrô Curitibano será de R$ 2,25 bilhões.

Linha Azul

A Linha Azul completa usará o mesmo trajeto da linha expressa do eixo Norte/Sul. Ao longo do trajeto, serão 13 estações de embarque e desembarque de passageiros, espaçadas em média a uma distância de 1 quilômetro.

ESTAÇÕES E TERMINAIS

  • Estação CIC Sul -Terminal CIC Sul
  • Estação Pinheirinho – Terminal Pinheirinho
  • Estação Santa Regina
  • Estação Capão Raso – Terminal Capão Raso
  • Estação Hospital do Trabalhador
  • Estação Portão
  • Estação Morretes
  • Estação Santa Catarina
  • Estação Água Verde
  • Estação Bento Viana
  • Estação Osvaldo Cruz
  • Estação Eufrásio Correia
  • Estação Rua das Flores

Frota

A frota do metrô será de 25 trens, compostos por cinco carros cada, com capacidade para transportar 1.450 passageiros.
Cada carro equivale a um ônibus biarticulado. O metrô vai ter condições de transportar 400 mil passageiros por dia num sistema rápido, seguro, sem interferências, não poluente e com menos ruído.

Recursos

A Prefeitura de Curitiba inscreveu o projeto do Metrô Curitibano no Programa de Aceleração do Crescimento da Mobilidade (PAC da Mobilidade) do Governo Federal.

No PAC da Mobilidade, Curitiba foi contemplada com R$ 2,25 bilhões. A composição financeira será completada numa parceira com a Prefeitura, o Governo do Estado, Parceria Público-Privada e empréstimos federais.

A proposta da cidade atendeu aos requisitos exigidos e está adequada às diretrizes estabelecidas pelo governo por ser um projeto estruturante, ter relação com os Planos Diretor e de Mobilidade Urbana, demanda suficiente, promover o aumento da capacidade de transporte, a integração com outros modais e também com a Região Metropolitana de Curitiba.
Dos recursos para obra, R$ 2,25 bilhões, R$ 1 bilhão virá do governo federal a fundo perdido e R$ 750 milhões em forma de empréstimo – R$ 300 milhões do governo estadual através do BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento), R$ 450 milhões do governo federal e o restante da iniciativa privada.

Sistemas Construtivos

Metrô Curitibano usará três sistemas construtivos: Elevado, Cut and cover (túnel de média profundidade) e Túnel NATM (New Austrian Tunneling Method).

No primeiro trecho, na região da CIC, o metrô será em sistema elevado numa extensão de 2,2 quilômetros.

Em seguida, 7,3 quilômetros serão construídos pelo sistema de Túnel Raso, com profundidade de até 17 metros. Esse sistema segue até perto da estação Água Verde.

O método construtivo nesse sistema consiste da execução das paredes laterais, seguida da remoção da terra e só então a construção das estruturas definitivas, como paredes, lajes e pilares.

A parte mais profunda do sistema, entre 17 e 35 metros, seguirá da estação Água Verde até o Centro.

Estações

Das 13 estações da Linha Azul, somente uma será elevada, a Estação CIC -SUL, primeira estação após o pátio de manobra.

Esta estação ficará localizada na BR-476 entre a Rua Nicola Pellanda e a Rua Izaac Ferreira da Cruz. No local será construído um terminal de integração, com o objetivo de aliviar os Terminais Pinheirinho e Capão Raso.
O primeiro nível dessas estações, além do acesso dos passageiros, contará com um amplo estacionamento para veículos e bicicletas. O objetivo é criar atrativo de integração para atrair motoristas de carros para o novo modal.

Boulevard

Com a implantação do metrô sob as canaletas, hoje exclusiva para o tráfego dos biarticulados do sistema expresso, o espaço onde passam ônibus será destinado para uso das pessoas.

As canaletas serão transformadas num boulevard, com calçadão de pedestre, ciclovia, paisagismo especial com flores e arborização e implantação de equipamentos de lazer.

Metrô Curitibano Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbando de Curitiba Prefeitura Municipal de Curitiba Governo do Estado do Paraná Governo Federal Brasileiro

Comente aqui:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.